sábado, 25 de julho de 2009

DEBATE: A GUERRA DOS ARGUMENTOS

Dedico à esta postagem, a seguinte frase de Bobby Seale, dos Black Panthers:
.
Não combatemos racismo com racismo. Combatemos racismo com solidariedade. Não combatemos o capitalismo explorador com capitalismo negro. Combatemos o capitalismo com o socialismo. E não combatemos o imperialismo com mais imperialismo. Combatemos o imperialismo com o internacionalismo proletário.
Até a vitória!
.
Sinto a necessidade de complementar: “Até a vitória!”, um lema que deve ser adotado por todos nós, verdadeiros cidadãos, que mesmo diante de tanta sujeira e corrupção em meio à nossa política, não deixamos nos abater e principalmente, não cobrimos o rosto perante tamanha monstruosidade e podridão pousada nas bancas hegemônicas de Brasília, e continuaremos, honestos, dignos e decentes, pois não vamos nos esconder por medo e muito menos por vergonha, porque nós, somos capazes de tirar essas putrefações ambulantes dos cargos políticos e coloca-los nos seus devidos lugares, ou seja, na cadeia. Se nós elegemos, equivocadamente, esses gatunos nojentos e os colocamos onde hoje eles estão, quem nos há de suprimir o direito de tira-los dessa bonança toda? Quando atingirmos tal nível de desenvolvimento, e com absoluta certeza, nós vamos chegar lá, seremos capazes de formar um governo socialista, e pautados nos ideais de Karl Marx e na jovialidade de Che Guevara, dentro de poucos anos seremos verdadeiros comunistas; e o que hoje nos parece tão longínquo e inalcançável estará aqui, perto de nossas mãos. Vamos partilhar de um governo, onde tudo seja para todos. Por isso, não vou cansar em afirmar que temos o poder em nossas mãos, portanto usemos conscientemente e transformemos nosso VOTO em um verdadeiro gesto de transformação social.
Para alguns alienados, essas considerações podem parecer inúteis, mas são a mais pura verdade, para sermos um país e conseqüentemente um mundo mais justo, primeiro precisamos ser mais justos com nós mesmos, precisamos votar com critérios, e não no primeiro vagabundo que nos aparece naqueles santinhos ridículos, parece engraçado, mas é justamente esse “trabalho de formiga”, que vai nos proporcionar um futuro melhor, construído por pessoas melhores.
E eu também aproveito a oportunidade para chamar a atenção dos leigos que querem se passar por intelectuais: É medíocre a preocupação que vocês têm em deixar um “mundo melhor” para os seus filhos, vocês têm mais é que se ocuparem em deixar filhos melhores, para que esses possam dar continuidade na consolidação de um mundo melhor, ao em vez de serem apenas mais alguns dentre a multidão de jovens alienados, vítimas dos antivalores e estereótipos, que os meios de comunicação, ou como prefiro chamar, meios de alienação usam a fim de seduzi-los, ao consumismo e a subversão.
Muitos comunistas, especialmente os recém-convertidos, crêem piamente que devemos partir para atitudes extremas e violentas, como invadir quartéis do Exército, destruir as empresas globais, seqüestrar e torturar os políticos e capitalistas donos de multinacionais, a fim de alcançarmos nossos ideais, por um lado este conceito tem certa coesão, pois as guerras e conflitos são necessários para que se chegue em um acordo, este seria o princípio da Dialética, e o procedimento, digamos que, mais natural e imaginável possível, mas isso também não quer dizer que os conflitos e guerra precisam ser sumariamente pautados no uso de armas, agressão, violência e tanta força bruta, aliás, nós comunistas, repudiamos tais práticas de extrema violência.
Seria ótimo se fosse tão simples e rápido assim, mas não é. Lembrem-se camaradas: Todo e qualquer movimento revolucionário passa por uma guerra inicial, que não se faz com fuzis. Nessa guerra, só se usam argumentos em defesa de uma tese. Convencer alguém a sair da sua ilha solitária de impotência e conformismo é o primeiro e mais importante passo que podemos dar.
Acham mesmo que Che Guevara fez sucesso só pelo contexto histórico? Claro que não!Ele com certeza, não convenceu ninguém mostrando fuzis russos para ser respeitado entre famélicos, tal como, fazem os traficantes daqui com as crianças humildes que tristemente habitam as favelas. Infelizmente não tive a oportunidade de conhecê-lo, mas duvido que tenha usado outro método pra ganhar apoio popular (nossa mais segura base contra o imperialismo) que não suas palavras, denunciando ao proletariado sua própria realidade, alimentando o sentimento de rejeição à burguesia com a sua política estadunidense de exploração e mostrando qual o melhor caminho para se livrar das algemas e dos açoites capitalistas.
Em nome de toda a classe trabalhadora, do proletariado e do lumpemproletariado; até a vitória!

PORTAL COMUNISTA - publicação de WILLIAN DE SOUZA famousstudio_willian@yahoo.com.br

2 comentários:

Strel disse...

Camarada,

Sugiro que assista a este novíssimo documentário (em 8 partes) que demonstra, de forma clara, irrefutável e definitiva, as colossais contribuições que Karl Marx e aqueles que foram capazes de entendê-lo legaram à humanidade.

Saudações,

Strelnikov

Strel disse...

Ops, faltou o endereço:http://www.youtube.com/watch?v=q91SovJ0I1A&eurl=http%3A%2F%2Fwww%2Eimil%2Eorg%2Ebr%2F&feature=player_embedded